Você sabe o que é Neuropatia Diabética?

De acordo com o Instituto Nacional de Diabetes, 60 a 70% das pessoas com a doença possuem algum tipo de neuropatia.

Neuropatia Diabética

A Neuropatia Diabética é um distúrbio causado pelo Diabetes, que afeta os nervos do corpo com o passar do tempo.

Alguns pacientes diabéticos não sentem sintomas, outros podem ter formigamentos, dor ou perda de sensibilidade, principalmente nas mãos, pés, braços e pernas.

A neuropatia pode, também, ter consequências mais graves, como manifestar doença nos órgãos do sistema nervoso autônomo.

Vamos falar sobre os tipos mais comuns de neuropatia que ocorrem em pacientes com Diabetes.

É importante lembrar que cada tipo tem características diferentes e o paciente pode ter sintomas de apenas um ou de vários tipos. Todas elas, no entanto, se desenvolvem de forma gradual, podendo passar despercebidas até que danos maios visíveis aconteçam.

Por isso, é muito importante realizar avaliações constantes com o seu médico.

Neuropatia periférica:

É a forma mais comum de neuropatia diabética.

Esta neuropatia afeta mãos, pés, braços e pernas, em geral de forma simétrica. Apresenta sintomas como:

  • Dormência;
  • Redução da capacidade de sentir dor ou alterações na temperatura, especialmente nos pés e dedos;
  • Sensação de formigamento ou queimação;
  • Dor ao caminhar;
  • Extrema sensibilidade ao toque mais leve – para algumas pessoas, até mesmo o peso de uma folha pode ser angustiante;
  • Fraqueza muscular e dificuldade para caminhar;
  • Problemas graves nos pés, como úlceras, infecções, deformidades e dores ósseas e articulares. Essa condição é chamada de pé diabético.

Neuropatia autonômica:

O sistema nervoso autônomo controla o coração, bexiga, pulmões, estômago, intestinos, órgãos sexuais e olhos.

A Diabetes pode afetar os nervos em qualquer uma dessas áreas do corpo. Seus principais sintomas são:

  • Ausência de sintomas de hipoglicemia quando os níveis de açúcar no sangue estão baixos;
  • Problemas de bexiga, incluindo infecções urinárias frequentes ou incontinência urinária;
  • Prisão de ventre, diarreia não controlada ou uma combinação dos dois;
  • Esvaziamento lento do estômago (gastroparesia), levando a náuseas, vômitos e perda de apetite;
  • Dificuldade em engolir;
  • Disfunção erétil;
  • Secura vaginal;
  • Aumento ou diminuição da sudorese;
  • Incapacidade do corpo para ajustar a pressão arterial e frequência cardíaca, levando a quedas acentuadas da pressão arterial ao levantar, por exemplo;
  • Problemas em regular a temperatura corporal;
  • Mudanças na forma como os olhos se ajustam a um ambiente claro ou escuro;
  • Aumento da frequência cardíaca em repouso.

Neuropatia femoral:

A neuropatia femoral ou amiotrofia diabética afeta os nervos das coxas, quadris, nádegas e pernas e é mais comum em diabéticos do tipo 2 ou adultos com mais idade. Essa condição é marcada por:

  • Dor repentina e grave no quadril, coxa ou nádega;
  • Músculos da coxa eventualmente fracos ou atrofiados;
  • Dificuldade de se levantar;
  • Inchaço abdominal, se o abdômen é afetado;
  • Perda de peso.

Mononeuropatia:

A mononeuropatia envolve dano a um nervo específico. O nervo pode ser na face, tronco ou perna e muitas vezes acontece repentinamente, causando dor severa.

Os sintomas são:

  • Dificuldade em focar a visão, visão dupla ou dor atrás de um olho;
  • Paralisia de um lado do rosto (paralisia de Bell);
  • Dor na perna ou pé;
  • Dor na parte da frente da coxa;
  • Dor no peito ou abdominal.

Recomendações

Se você é diabético e notar sintomas como um corte ou ferida no pé que demora para curar, queimação, formigamento, fraqueza ou dor nas mãos ou pés que interfere na rotina diária ou no sono, tontura ou mudanças na digestão, micção ou função sexual, você deve procurar um especialista para uma avaliação.

Nem sempre esses sintomas indicam doenças nos nervos, mas podem sinalizar outras doenças que necessitam igualmente de cuidados médicos.

Somente o diagnóstico precoce e o tratamento correto poderá oferecer a melhor chance para controlar os sintomas do Diabetes.

Realize seu check-up Diabetes e previna as complicações da doença!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *