O papel da vitamina D na saúde

A vitamina D é um hormônio muito importante para o corpo humano pois favorece a absorção de cálcio no intestino influenciando na atividade do sistema imunológico, cardiovascular, dos músculos, metabólica e a insulina. A ausência deste hormônio causa uma série de complicações à saúde.

Diversos alimentos de origem animal contêm quantidades variadas de vitamina D, mas a exposição solar é responsável pela produção de 80 a 90% de vitamina D no corpo, ativando através dos raios ultravioletas do tipo B (UVB) a síntese dessa substancia na pele.

Funções da vitamina D

A vitamina D tem a função de regular o fornecimento de cálcio e fósforo ao organismo. Atua nos ossos, intestino e nos rins. O consumo regular de alimentos ricos nesta vitamina e a exposição solar moderada contribuem para:

– Fortalecimento de ossos e dentes;

– Prevenção de doenças como obesidade, diabetes, hipertensão e esclerose múltipla;

– Aumento na produção de músculos;

– Melhora no equilíbrio;

– Fortalecimento do sistema imunológico;

Melhora na saúde cardiovascular;

– Prevenção do câncer de cólon, reto e de mama;

– Prevenindo o envelhecimento precoce.  

Onde encontrar

Pode ser encontrada principalmente em alimentos de origem animal como peixes, frutos do mar, óleo de fígado de bacalhau, gema de ovo, leite e derivados e fígado de boi.

Além dos alimentos, a vitamina D pode ser produzida naturalmente na pele através da exposição aos raios solares, sem o uso de protetor solar entre 15 a 20 minutos por dia

Outra forma de encontrar a vitamina D é através de suplementos em cápsulas ou em gotas, fabricados em laboratório, que só devem ser utilizados em casos de deficiência do hormônio, seguindo a orientação de um médico. A quantidade varia de acordo com a idade e o grau de deficiência vitamínica.

Sinais que indicam a falta de vitamina D

A deficiência de vitamina D está associada ao risco de desenvolver câncer, doenças autoimunes (esclerose múltipla e artrite reumatoide), doenças infecciosas (tuberculose e viroses), doenças neurológicas, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e também o diabetes. O quanto menores os níveis da vitamina D no sangue, maior o risco de diabetes tipo 2.

Os principais sinais de deficiência de vitamina D são:

– Enfraquecimento dos ossos;

– Diminuição de cálcio e fósforo no sangue;

– Dor e fraqueza muscular;

– Osteoporose em idosos;

– Raquitismo em crianças;

– Sensação de fadiga;

– Osteomalacia.

Causas de falta da vitamina

O baixo consumo de alimentos ricos em vitamina D e a falta de exposição solar adequada são algumas das causas da falta de vitaminas, mas ela também pode estar relacionada a doenças como:

– Insuficiência renal crônica;

– Lúpus;

– Doença celíaca;

– Doença de Crohn;

– Síndrome do intestino curto;

– Fibrose cística;

– Insuficiência cardíaca;

– Pedras na vesícula.

Tudo em excesso faz mal

Quando ingerida em excesso, a vitamina D pode prejudicar os rins pois causa o aumento da absorção de cálcio.

Lembrando que os alimentos não contam com grandes quantidades do hormônio e a exposição ao sol é regulada pela pele, que para de produzir a vitamina ao atingir os valores necessários.

O consumo de suplementos sem orientação médica e em excesso provoca a elevação da concentração de cálcio no sangue que leva a calcificação de tecidos, afetando os rins, gerando a perda de sua função. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *