Como conservar a insulina corretamente

A insulina é um medicamento que faz parte do dia a dia de quem tem diabetes e sua função é reduzir as taxas de glicose no sangue evitando complicações severas. No mercado existem muitos tipos de insulina disponíveis para tratamento.

Conservar o medicamento de forma correta é essencial para que seu efeito esteja sempre garantido, pois ele é uma das partes essenciais no tratamento dos pacientes.

Como conservar a insulina

Cada tipo de insulina tem suas particularidades na conservação quando fechadas e após estarem sendo usadas.

Os frascos abertos podem ser mantidos na geladeira (entre 2 e 8°C) ou em temperatura ambiente (15 a 30°C), de preferência em local fresco, longe da luz ou locais com oscilação brusca de temperatura como armários frescos, secos e ventilados. Tem duração de cerca de 30 dias.

Frascos fechados e estocados na geladeira tem duração até a data de validade descrita no rótulo.

As canetas recarregáveis devem ser mantidas em temperatura ambiente, pois ao serem guardadas na geladeira podem ter seus mecanismos internos danificados.

Já as canetas descartáveis e os refis, podem ser armazenados na geladeira e também em temperatura ambiente, sendo que após abertos tem duração de um mês.

Bombas de infusão de insulina possuem frascos menores que os normais, que devem ser guardados na geladeira e após serem colocados no aparelho, tem validade de 30 dias.

Armazenamento da insulina na geladeira

Para armazenar o medicamento na geladeira, é necessário ter alguns cuidados:

– Evite colocar a insulina na porta da geladeira, pois este local sofre variação na temperatura

– Dê preferência para a prateleira próxima a gaveta dos legumes, que fica na parte de baixo da geladeira, entre 2 e 8°C.

– Tome cuidado com os locais de próximos ao freezer, onde ela pode ser congelada, perdendo sua função.

Transporte da insulina

Para deslocamentos e viagens curtas (menos de 6 horas), a insulina em uso e a reserva podem ser mantidas em temperatura ambiente, desde que não sofram variação de temperatura.

Em viagens longas (mais de 6 horas) e que passem por oscilações na temperatura, o ideal é manter os medicamentos em uma bolsa térmica com gelo e trocá-lo para que a temperatura seja mentida. O gelo não pode ter contato direto com a insulina para que ela não congele.

Ao viajar de avião, carro ou ônibus, carregue a insulina junto a bagagem de mão. Ela pode ser coloca embaixo do banco.

Conclusão

Antes da aplicação da insulina, verifique se sua cor e aspectos continuam os mesmos desde que o frasco foi aberto. Mudanças na cor do medicamento ou granulações exigem o descarte do frasco.

O descarte de seringas e agulhas já utilizadas deve ser feito em uma caixa para material pérfuro-cortante. Caso não possua esta caixa, use uma garrafa pet e após cheia, leve até a unidade de saúde mais próxima de sua casa.

Não basta fazer apenas o uso correto de seu medicamento. É necessário que os cuidados para conservar a insulina comecem desde o armazenamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *