Acromegalia, doença com sintomas silenciosos, causa crescimento exagerado de membros

A Acromegalia é uma doença rara, que surge aos poucos, debilitando e desfigurando fisicamente o paciente. Se não for tratada, leva a complicações cardiovasculares, respiratórias, metabólicas e neoplásicas. Clique e saiba tudo sobre!

O hormônio do crescimento, que pode estar faltando no corpo, também pode estar em excesso. Em uma criança, o excesso de hormônio de crescimento causa gigantismo, uma condição extremamente rara.

Em adultos, que já completaram o desenvolvimento ósseo, o excesso de hormônio do crescimento pode levar à Acromegalia (a palavra deriva do Grego akron “extremidade” + megas “grande”).

Esta é uma doença pouco conhecida do público em geral e bastante rara (embora não tão rara quanto o gigantismo). As alterações que vão ocorrendo no corpo são tão lentas que a pessoa não se dá conta que elas podem ser decorrentes de um problema de saúde.

Pessoas com acromegalia apresentam um aumento de mãos, pés, nariz, boca, orelhas e tem testa e mandíbula proeminentes. Esse excesso de hormônio do crescimento também pode causar crescimento dos órgãos internos, como o coração e o fígado. Além disso, também pode provocar hipertensão e diabetes. Aliás, às vezes, somente quando o indivíduo procura o ajuda para tratar destes problemas é que o médico acaba suspeitando do diagnóstico.

Se você tem necessitado usar números de calçado cada vez maiores ao longo dos anos (que, convenhamos é uma coisa bastante estranha!), ou tem de trocar o número das alianças e anéis, faça uma avaliação. Procure um médico.

Esta doença, infelizmente, pode prejudicar significativamente a sua saúde.

Por último, é importante salientar que tanto a acromegalia, quanto o gigantismo, são causados por um tumor na hipófise, que secreta hormônio do crescimento em excesso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *